Número de mortos em terremoto na Itália sobe para 293

O balanço das vítimas do terremoto de segunda-feira em LAquila, no centro da Itália, subiu neste sábado para 293 mortos, depois da descoberta de três novos corpos nos escombros, anunciaram os bombeiros.

AFP |

Os bombeiros estão conduzindo desde a tarde de sexta-feira buscas intensivas nos escombros de um prédio de quatro andares no centro de L'Aquila, onde um aparelho e os cães farejadores detectaram "sinais de vida".

"É um trabalho demorado, e muito difícil. Sinais indicaram a possibilidade de uma vida, mas pode se tratar de um animal, ou até mesmo de gotas d'água", explicou na manhã deste sábado o responsável pela assessoria de imprensa dos bombeiros, Luca Cari, ao canal de TV Sky TG24.

As buscas para encontrar eventuais sobreviventes devem ser encerradas domingo, uma semana depois do violento terremoto que devastou a região.

Os corpos de duas mulheres, uma de 70 anos e outra de 40 anos, foram encontrados neste sábado, assim como o de um jovem de 17 anos, filho de uma das duas mulheres. Um foi descoberto pela manhã, e os outros dois na parte da tarde. Os três foram retirados dos escombros de um prédio do centro de L'Aquila.


AP

Na sexta-feira, um funeral coletivo emocionou a Itália . Milhares de pessoas participaram do enterro de 205 vítimas do terremoto.

Processo

Os engenheiros e geólogos disseram que prédios construídos dentro dos padrões de segurança contra terremotos não deveriam ter desabado, aumentando a possibilidade de que a legislação não tem sido seguida ou que materiais de má qualidade tenham sido usados.

O promotor de L'Aquila, Alfredo Rossini, disse que abriu uma investigação sobre a possível responsabilidade criminal para os colapsos dos prédios, segundo informou a agência de notícias italiana Ansa.

Bombeiros que apanhavam entulhos disseram à tevê estatal na noite de sexta-feira que parte dos pilares de concreto reforçados que eles tinham removido parecia ter sido mal feita, possivelmente com areia.

Em algumas construções em L'Aquila, ao utilizarem uma serra para cortar os pilares, eles se esfarelaram em pó, indicando que muita areia pode ter sido misturada ao cimento, disseram os bombeiros.


Epicentro do terremoto foi em L'Aquila, no centro da Itália


Clique para ver o infográfico

(*com informações da BBC, AFP e Ansa)

Leia também:


Leia mais sobre terremoto



    Leia tudo sobre: terremoto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG