NOVA DÉLHI - Pelo menos 145 pessoas, a maioria mulheres e crianças, morreram em um tumulto ocorrido num templo no norte da Índia neste domingo, informou a polícia.

Grades de ferro que levavam ao templo hindu no estado de Himachal Pradesh se romperam, provocando pânico, afirmou o policial K.K. Indoria.

'Nós temos a confirmação agora de que 145 pessoas morreram', disse à Reuters por telefone Daljit Singh Manhas, da polícia.

Milhares de fiéis se reúnem no templo no distrito de Bilaspur a cada ano para rezar para uma deusa hindu durante um festival anual.

No domingo, mais de 3.000 tentavam entrar no templo ao mesmo tempo quando parte das grades se rompeu, provocando pânico, disseram as autoridades

A maioria dos fiéis era do estado vizinho de Punjab.

Dentre os despencaram, estavam crianças que acabaram pisoteadas pelas pessoas que corriam para se salvar, disse a polícia.

Imagens de televisão mostraram pessoas sendo levadas ao hospital em macas, muitas gritando de dor.

'Havia muita gente lá dentro e estávamos tentando encontrar espaço quando todos começaram a cair', disse Bimala, uma fiel, aos repórteres de televisão.

Tumultos em templos não são raras na Índia, onde milhares de pessoas se reúnem para rezar durante os festivais. Em 2005, cerca de 265 peregrinos foram mortos em um incidente perto de um templo no estado de Maharashtra.

Leia mais sobre: Índia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.