Número de mortos em explosão de carro-bomba na Colômbia sobe para 6

(Atualiza número de mortos e feridos). Bogotá, 24 mar (EFE).- Pelo menos seis pessoas morreram e outras 42 ficaram feridas hoje na explosão de um carro-bomba no centro da cidade portuária de Buenaventura, no sudoeste colombiano, em atentado cuja autoria ainda é desconhecida.

EFE |

Quatro dos feridos estão em estado grave, confirmou o secretário do Governo de Buenaventura, Henry Moreno.

Segundo autoridades regionais, a explosão ocorreu em frente à Prefeitura e à Procuradoria de Buenaventura, em uma área também comercial, por volta das 9h25 locais (11h25 de Brasília) e teria sido cometida pela frente urbana 'Manuel Cepeda' das Farc.

No entanto, o procurador-geral, Guillermo Mendoza, apontou outras duas hipóteses para a autoria do atentado.

Uma delas diz que teria sido uma ação do grupo paramilitar 'Los Rastrojos' para vingar a recente apreensão de um carregamento de cocaína. A outra aponta para conflitos entre traficantes de drogas.

"Pelo local em que a bomba foi colocada, há a impressão de que se tratou de uma retaliação contra a Polícia e contra a Procuradoria, mas nós não podemos garantir nada", disse Mendoza.

O comandante das Forças Militares colombianas, general Freddy Padilla, chamou o ataque de "terrorista" e também o vinculou às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

O explosivo foi ativado durante a passagem de um veículo policial. Vários dos feridos são policiais.

As primeiras investigações permitiram determinar que o carro tinha quase 40 quilos de explosivos em seu interior.

O porto de Buenaventura é usado por paramilitares dedicados ao narcotráfico para enviar drogas ao México e aos Estados Unidos.

Na segunda-feira passada, as Farc incineraram sete caminhões de transporte de carga na estrada que liga a região central do país com Buenaventura, o principal porto colombiano no Oceano Pacífico, o que obrigou o fechamento da via por várias horas. EFE fer/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG