Moscou, 22 jun (EFE).- Pelo menos 214 pessoas morreram nos choques étnicos que explodiram no último dia 11 no sul do Quirguistão, segundo novo balanço de vítimas divulgado nesta terça-feira pelo Ministério da Saúde do país.

Moscou, 22 jun (EFE).- Pelo menos 214 pessoas morreram nos choques étnicos que explodiram no último dia 11 no sul do Quirguistão, segundo novo balanço de vítimas divulgado nesta terça-feira pelo Ministério da Saúde do país. De acordo com os últimos dados oficiais do Ministério da Saúde, os confrontos étnicos nas regiões de Osh e Jalal-Abad deixaram 2.137 pessoas feridas, sendo que 992 delas foram hospitalizadas, informou a agência quirguiz "24.kg". Enquanto isso, a presidente interina do Quirguistão, Rosa Otunbayeva, admitiu que o número real de vítimas mortais é muito mais elevado, e chegou a dizer que os números oficiais podem ser "multiplicados por dez". Segundo organismos humanitários da ONU, os choques étnicos deixaram pelo menos 300 mil deslocados dentro do Quirguistão e mais de 100 mil refugiados no Uzbequistão, enquanto o número total de pessoas que precisarão de ajuda pode chegar a um milhão. EFE si-bsi/fm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.