Número de mortos em confrontos na Nigéria chega a 700

LAGOS - As autoridades do Estado de Borno, na Nigéria, anunciaram que o número de mortos no confronto entre forças governamentais e membros da seita fundamentalista islâmica Boko Haram chega a 700.

Redação com Agência EFE |

O coronel Ben Ahanotu, do Exército nigeriano, disse aos jornalistas que até o momento tinham sido recuperados 700 corpos só no Estado de Borno. Por isso, autoridades acreditam que as vítimas fatais sejam mais de mil, já que a violência se estendeu durante toda semana por seis Estados diferentes.

Até agora, as autoridades nigerianas não tinham publicado números oficiais de baixas nos combates, embora a imprensa local tenha informado que pelo menos 400 pessoas tinham morrido.

Segundo fontes policiais, a maioria dos mortos é membro da Boko Haram, a organização rebelde que no domingo passado atacou uma delegacia do Estado de Bauchi. Os confrontos cessaram após cinco dias, quando o líder do grupo foi morto pela polícia.

No sábado, a calma começou a voltar a Maiduguri, capital de Borno e reduto da Boko Haram, com o reatamento das atividades diárias e a reabertura da maioria dos negócios e mercados.

Além disso, os serviços de saúde começaram a retirar os corpos das vítimas das ruas da cidade e as autoridades anunciaram a redução do toque de recolher noturno, imposto no início dos combates.

Leia mais sobre Nigéria

    Leia tudo sobre: confrontoislamismonigéria

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG