Número de mortos em ataque da Al-Qaeda no Iêmen sobe para 139

Ação de grupo contra base militar no sul do país no domingo deixou 107 soldados e 32 militantes mortos

iG São Paulo |

Um ataque de militantes da Al-Qaeda contra uma base militar no sul do Iêmen deixou ao menos 139 mortos. Na ação, que ocorreu no domingo, 107 soldados e outros 32 militantes da Al-Qaeda teriam morrido. A informação anterior era de 61 teriam morrido no ataque .

EFE
Imagem de arquivo mostra integrantes da Al-Qaeda no Iêmen
Os militantes saquearam a base, levando veículos blindados, armamento pesado e munição. Parte das armas roubadas foram usadas contra os militares, o que causou o elevado número de mortos.

Governo: Regime de 33 anos de Saleh chega ao fim com transferência de poder no Iêmen

A base militar fica em Kud, perto de Zinjibar, na província de Abyan (sul do Iêmen). Barulhos de explosões e tiroteios foram ouvidos na região, ao sul de Zinjibar, cidade que esta sob controle de combatentes da Al-Qaeda.

De acordo com fontes médicas, a precariedade dos serviços nos hospitais contribuiu para a morte dos soldados, que ficaram gravemente feridos no ataque.

O novo presidente do Iêmen, Abdo Rabbo Mansour Hadi , afirmou em um pronunciamento televisionado que combater a Al-Qaeda e restaurar a segurança são suas principais prioridades. Após sua posse, ocorreu uma série de ataques no país, atribuídos à rede terrorista.

O novo presidente tem ainda o desafio de reestruturar o Exército, que registrou muitas divergências durante um ano de protestos contra Saleh. Algumas unidades, como a primeira divisão blindada sob o comando de Mohsin al-Ahmar, se aliaram aos opositores, enquanto a Guarda Republicana, liderada por Ahmed, filho de Saleh, permaneceu fiel ao regime.

Uma das primeiras medidas adotadas por Mansur foi substituir o comandante das unidades do sul, consideradas muito ligadas ao ex-presidente e suspeitas de conspiração com a Al-Qaeda no ataque em Kud.

*Com AP e AFP

    Leia tudo sobre: iêmenrevolta no mundo árabemundo árabeal-qaeda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG