Número de mortes violentas no Iraque aumenta 50%

Pelo menos 1.082 iraquianos morreram em março em conseqüência da violência no país, o que representa um aumento de 50% em relação a fevereiro, de acordo com números divulgados por vários ministérios esta terça-feira.

AFP |

As cifras dos ministérios do Interior, Defesa e Saúde, compiladas pela AFP, indicam que 925 civis morreram em conseqüência da violência em março, assim como 54 militares e 103 policiais. O número de feridos foi de 1.630.

Estes dados levam em consideração o balanço dos combates entre milicianos xiitas e tropas do Exército no fim do mês, que deixaram pelo menos 461 mortos e mais de mil feridos.

O aumento do número de vítimas confirma pelo segundo mês consecutivo uma tendência de intensificação da violência no país.

O mês de fevereiro registrou a morte de 721 iraquianos, uma alta de 33% na comparação com janeiro, invertendo a tendência de queda no número de vítimas no semestre anterior.

O número de iraquianos mortos em atos de violência desde a invasão das tropas americanas e aliadas em março de 2003 é objeto permanente de controvérsia.

hba/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG