Rio de Janeiro, 4 ago (EFE).- O número de vítimas da gripe suína no Brasil chegou hoje a 129, ao ser confirmado que a doença foi a causa da morte de 37 pessoas nos últimos dias no Paraná, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

O relatório mais grave foi o do Paraná, onde a Secretaria de Saúde informou que 21 mortes ocorridas nos últimos dias tiveram como causa o vírus AH1N1, com o que o total de vítimas da gripe no estado subiu para 25.

"Temos até o momento 25 óbitos confirmados. Esses números podem parecer significativos, pois estamos investigando todos as mortes por insuficiência respiratória aguda no estado", disse o secretário de Saúde estadual, Gilberto Martin.

O secretário advertiu que "o número de casos confirmados vai aumentar muito" porque o Laboratório Central do Estado começou a fazer exames de diagnóstico da gripe, o que deve agilizar o processo.

Outras 13 mortes foram confirmadas no estado de São Paulo, onde o total de vítimas da doença já está em 50, segundo a Secretaria de Saúde do estado.

As novas vítimas da doença em São Paulo tinham entre 17 e 55 anos de idade, e entre elas está uma jovem grávida de gêmeos, que conseguiram ser salvos pelos médicos.

No Rio de Janeiro, a Secretaria de Saúde confirmou hoje que três pessoas de entre 30 e 33 anos mortas no final de julho foram vítimas da gripe, o que aumenta a 19 o número de casos fatais no estado.

O Ministério da Saúde ainda não contabilizou os casos notificados nos últimos dias pelas secretarias de saúde estaduais. No mês passado, suspendeu os boletins diários sobre a doença e agora faz uma estimativa semanal.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE joc/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.