Número de brasileiros mortos no Haiti sobe para 21

O Exército brasileiro informou nesta quarta-feira que recuperou o corpo do major Márcio Guimarães Martins, que estava desaparecido desde o terremoto da última semana no Haiti. Com isso, sobe para 21 o número de brasileiros mortos no país.

iG São Paulo |

Segundo o Comando do Exército, Guimarães servia no Gabinete do Comandante do Exército e se encontrava desempenhando a função de Oficial de Estado-Maior do Batalhão de Infantaria de Força de Paz do Haiti (BRABATT), no 12º Contingente Brasileiro da Missão.

Dos 21 mortos, 18 são militares e três são civis: a médica Zilda Arns Neumann, coordenadora internacional da Pastoral da Criança, Luiz Carlos da Costa, chefe-adjunto civil da missão de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no país caribenho, e um terceiro civil ainda não identificado.

Corpos chegam nesta quarta

O Centro de Comunicação Social do Exército informou hoje, em nota à imprensa, que os corpos de 17 militares do Exército que morreram no Haiti já estão em Manaus.

Segundo o comunicado, há necessidade de uma complementação dos trabalhos de medicina legal, referentes à conservação dos corpos, em razão das dificuldades de infraestrutura no país caribenho, e, por isso, a aeronave C-130 (Hércules), da Força Aérea Brasileira (FAB), fez o pouso na capital amazonense.

O Exército informa ainda que a cerimônia de homenagens póstumas aos militares, que integravam a Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (Minustah) e morreram no cumprimento da missão, vai ser realizada na Base Aérea de Brasília no final da tarde de amanhã, em horário ainda a ser divulgado.

Terremoto devastador

O terremoto de 7 graus na Escala Richter atingiu o Haiti na terça-feira da semana passada e deixou ao menos 75 mil mortos, segundo a Defesa Civil do país caribenho.

Há também 250 mil feridos e 1 milhão de desabrigados. O órgão informou que o país está em situação desesperadora por abrigo, água, alimentos e remédios, e que metade das construções foram destruídas na região da capital Porto Príncipe. 

Veja também:

Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: haiti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG