Número crescente de americanos sofre de carência de vitamina D

Um número crescente de americanos sofre de carência de vitamina D, o que, segundo os estudos recentes, pode estar vinculado a um risco maior de câncer, doenças cardiovasculares e infecções.

AFP |

"Constatamos que o nível médio de vitamina D diminuiu em seis nanogramos por milímetro de sangue entre 1994 e 2004, o que se traduz em uma carência em quase três de cada quatro americanos adultos e adolescentes", indicaram os autores do estudo divulgado nos Archives of Internal Medicine.

Até agora a medicina achava que os problemas de saúde vinculados a uma carência de vitamina D eram o raquitismo nas crianças e uma diminuição da densidade mineral óssea nos adultos.

Mas recentemente se vinculou a carência desta vitamina ao câncer, às doenças cardiovasculares e às infeções.

A diminuição das atividaes físicas ao ar livre e as campanhas para reduzir a exposição ao Sol, vinculadas com a prevenção do câncer de pele, podem ter contribuído para esta carência generalizada de vitamina D.

js/sf/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG