Nudistas são impedidos de votar em balneário dos EUA

Washington, 4 nov (EFE).- As autoridades do condado de Pasco, no estado da Flórida, se recusaram a instalar um posto de votação na colônia nudista do balneário Caliente para as eleições de hoje nos Estados Unidos, revelou hoje Brian Corley, supervisor do órgão eleitoral local.

EFE |

Segundo a fonte, a solicitação representava, antes de mais nada, um golpe de publicidade dos nudistas para promover seu balneário.

Nos EUA não existe nada que proíba a instalação de um posto de votação em uma colônia nudista.

Mas o mais complicado seria decidir onde ficaria a credencial dos oficiais de votação, que tinham de estar nus, disse o supervisor.

Corley garantiu que a solicitação foi recebida há poucas semanas e que, de todas as formas, não havia tempo para instalar o posto de votação a tempo do pleito.

"Acho que se trata de um golpe propagandista, e quando se trata de centros de votação é preciso considerar a distribuição demográfica, o que demoraria muito mais para ser determinada em casos específicos como esse", afirmou. EFE ojl/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG