Nozes na gravidez aumentam risco de asma, diz estudo

Uma pesquisa da Universidade de Utrecht, na Holanda, afirma que grávidas que comem nozes ou amendoim todos os dias podem aumentar em 50% o risco de o filho desenvolver asma. Cerca de 4 mil mulheres grávidas responderam um questionário sobre a dieta que seguiam e seus filhos foram monitorados durante oito anos.

BBC Brasil |

Os resultados da pesquisa sugerem que os fortes alérgenos encontrados em algumas nozes podem fazer com que o feto tenha tendência a alergias.

Os pesquisadores compararam as mulheres que comiam nozes todos os dias durante a gravidez com as mulheres que consumiam "raramente" e descobriram que havia um aumento de entre 40% e 60% nas chances de sintomas de asma em geral, respiração difícil e uso de esteróides nos filhos.

"Ainda é muito cedo para fazer recomendações sobre o que evitar (durante a gravidez), mas é importante que as mulheres grávidas tenham uma dieta saudável e, como ocorre com outros alimentos, nunca é bom em demasia", diz a pesquisadora Saskia Willers, que liderou o estudo.

Choque anafilático
O estudo examinou o efeito do consumo de diferentes tipos de nozes e também de amendoim, que não é considerado uma noz verdadeira em termos botânicos. O amendoim já é associado a alergias.

"O amendoim é um alérgeno forte", afirma Willers. "A alergia a amendoim está associada ao choque anafilático e tem menos chances de ser superada do que outras alergias."
A pesquisa holandesa também descobriu taxas de asma mais baixas em filhos de mulheres que comeram mais frutas durante a gravidez.

Os pesquisadores sugerem, no entanto, que outros aspectos de um estilo de vida mais saudável, seguido por estas mulheres, podem ser os responsáveis.

Causas
Outros estudos foram menos conclusivos a respeito da associação entre nozes e o risco de desenvolver asma.

Os fatores durante a gravidez, ou no início da vida, que levam algumas crianças a desenvolver asma ainda não estão totalmente esclarecidos.

A asma pode ser registrada em vários membros de uma mesma família, o que sugere um forte componente hereditário, mas o ambiente ainda tem um papel importante no desenvolvimento da doença.

Leanne Male, da organização britânica de estudo da asma Asthma UK, afirma que são necessários mais estudos antes de aconselhar mudanças na dieta de mulheres grávidas.

"Alguns estudos afirmam que a vitamina E e outras propriedades que as nozes contêm, especialmente quando são consumidas como parte de uma dieta saudável, podem proteger contra a asma", diz Male.

O estudo da Universidade de Utrecht foi divulgado na publicação científica americana American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG