Novos resíduos radioativos são detectados em água e espinafres

No domingo também foram detectados traços de iodo no leite de Fukushima

EFE |

Resíduos radioativos foram detectados nesta segunda-feira na água potável de um povoado de Fukushima (nordeste do Japão) e em espinafres da província vizinha de Ibaraki, embora as autoridades japonesas insistam em que não representam um risco para a saúde.

Neste domingo foram detectados traços de iodo no leite de Fukushima, por isso que se parou a venda de leite fresco procedente dessa província, onde fica a usina nuclear com dificuldades para esfriar seus reatores desde o terremoto de 9 graus do dia 11.

Segundo informou a rede de televisão "NHK", o Ministério da Saúde japonês pediu aos habitantes do povoado de Iitate, em Fukushima, que não bebam água da torneira, ao ser detectado um nível de iodo três vezes maior do que o normal, apesar de afirmação de que não traz riscos para a saúde por enquanto.

Os moradores desse povoado, cerca de 3.700, podem utilizar a água para se lavar, mas é preferível que não a bebam, segundo as autoridades sanitárias. Além disso, na cidade de Hitachi, na província vizinha de Ibaraki, foram localizados espinafres com um nível de iodo 27 vezes maior do que o limite marcado pelas autoridades, de acordo com a agência local "Kyodo".

Nesses espinafres se encontrou também césio, outro material radioativo, em níveis superiores ao permitido. Segundo a "Kyodo", as autoridades japonesas analisam paralisar os envios de produtos agrícolas que possam estar contaminados pela radiação da usina nuclear de Fukushima, no entanto, ainda não se tomou essa decisão.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG