Novos ministros apoiam Gordon Brown mas futuro é incerto

Por Avril Ormsby LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, lutando para afastar o desmoronamento de seu governo, disse neste sábado que manterá suas políticas enquanto seu Partido Trabalhista enfrentava uma derrota em eleição europeia.

Reuters |

Um dia após anunciar uma reforma em seu gabinete para tentar assegurar a lealdade de ministros após vários deles terem deixado seu governo, Brown disse: "Creio que é importante que reconheçamos que nestes tempos sem precedentes você pode ter altos e baixos na política".

"Você pode ter dificuldades porque o público está esperando para ver os resultados, mas você tem que manter as políticas e assegurar que elas sejam completadas", disse Brown a repórteres após missa na França em celebração ao 65o aniversário do desembarque do Dia D.

Eleitores britânicos, irritados com a crise bancária e econômica e gastos excessivos de membros do parlamento, deram as costas ao Partido Trabalhista em eleições locais na quinta-feira. O partido perdeu controle de todos os oito condados ingleses que defendia.

O governo deve enfrentar uma derrota ainda maior quando os resultados de eleição europeia forem divulgados no domingo.

Reportagens dizem que Brown pode enfrentar uma crise maior entre seus parlamentares trabalhistas que estariam tentados a assinar carta que circula no Parlamento pedindo sua renúncia.

Pesquisa do Partido Trabalhista com a base ativista mostrou que somente 46 por cento dos entrevistados disseram que Brown deveria liderar o partido na próxima eleição parlamentar, com 7 por cento de indecisos.

A pesquisa, realizada pelo instituto YouGov, entrevistou 800 membros do partido à pedido do Channel 4 News nas vésperas da eleição de quinta-feira.

O maior partido de oposição, o Conservador, com liderança absoluta nas pesquisas de opinião, pediu a antecipação de eleições, que podem dar o poder ao partido pela primeira vez desde 1997.

(Reportagem adicional de Frank Prenesti, Keith Weir, Luke Baker, Matt Falloon, Adrian Croft, Summet Desai e Peter Griffiths)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG