Novos enfrentamentos deixam quatro mortos e 58 feridos no Líbano

Novos enfrentamentos entre dois grupos rivais nesta quarta-feira deixaram quatro mortos e 58 feridos nesta quarta-feira em Tripoli, a maior cidade do norte do Líbano, enquanto as discussões sobre a distribuição de ministérios continuam impedindo a formação de um governo de união nacional.

AFP |

Os choques aconteceram na principal rua que separa os bairros populares de Bab al Tebbane e Jabal Mohsen. Enfrentamentos de caráter político já haviam sido registrados há duas semanas nesses bairros, deixando nove mortos e 45 feridos.

Bab al Tebbane é um bairro de maioria sunita e bastião da maioria legislativa anti-Síria, enquanto os habitantes de Jabal Mohsen pertencem à comunidade alauita (um braço do xiismo) e são partidários do movimento xiita Hezbollah, que lidera a oposição.

A intensidade do tiroteio diminuiu no começo da noite. Um cessar-fogo entrou em vigor às 17H00 GMT. Em seguida, o exército deve entrar nos bairros envolvidos "para preservar a segurança e impedir qualquer presença armada", anunciou um comunicado militar.

Um habitante de Jabal Mohsen e um pedestre que ficaram no meio do fogo cruzado morreram durante os enfrentamentos, disse à AFP um membro das forças de segurança, que também informou sobre os 58 feridos.

Os feridos pertencem aos dois grupos rivais, sunitas e alauitas, que se enfrentam desde a noite de terça-feira. A polícia recebeu ordens de reforçar as patrulhas e de "prender qualquer pessoa que perturbe a segurança pública", acrescentou.

    Leia tudo sobre: líbano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG