Novos cálculos contabilizam 5,8 milhões de poloneses mortos durante 2ª Guerra

Varsóvia, 26 ago (EFE).- Entre 5,6 e 5,8 milhões de poloneses perderam a vida durante a Segunda Guerra Mundial, entre 1939 e 1945, segundo cálculos publicados hoje pelo Instituto da Memória Histórica do país (IPN, na sigla em polonês), aos quais é preciso somar pelo menos 150 mil óbitos durante a repressão soviética até 1950.

EFE |

"É a primeira apuração na qual se somam as investigações de vários anos realizadas por historiadores poloneses sobre as perdas da Polônia" durante o período, assinalou, em entrevista coletiva, o presidente do IPN, Janusz Kurtyka.

O número de poloneses mortos indicado por Kurtyka fica abaixo das cifras contabilizadas até agora, de mais de seis milhões, incluindo os judeus, durante os anos do conflito, o que equivale a 20% da população polonesa da época.

"Existe a possibilidade de que em poucos anos possamos conhecer a identidade de todas as vítimas polonesas da guerra", acrescentou Kurtyka, cuja instituição vem realizando um profundo trabalho de investigação sobre a tragédia demográfica vivida na Polônia, depois das invasões nazista e soviética. EFE nt/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG