Novo vírus ameaça usuários de redes de compartilhamento

Ao menos meio milhão de computadores em todo o mundo podem ter sido afetados por vírus disfarçados de arquivos de música ou vídeo, segundo advertiu nesta quinta-feira a empresa de segurança na internet McAfee.

BBC Brasil |

Os arquivos com o vírus estariam sendo postados em redes de compartilhamento de arquivos. A McAfee afirma que o foco desse tipo de vírus é o pior visto nos últimos três anos. Os usuários que rodam o arquivo com o vírus são bombardeados com anúncios pop-up e se arriscam a comprometer a segurança de seus computadores.

Nomes diferentes

O arquivo falso, com vírus do tipo trojan, tem sido amplamente distribuído em redes de compartilhamento como eDonkey e Limewire.

O arquivo tem vários nomes diferentes e é escrito em diferentes línguas para tentar atrair o usuário a baixá-lo. Os títulos fazem o arquivo parecer ser uma faixa de música, pornografia ou versões completas de filmes populares. O usuário que baixa o trojan e tenta rodá-lo se depara com uma janela pedindo a instalação de um codec (programa decodificador) para poder ver ou ouvir o suposto arquivo.

Mas ao rodar o arquivo, ele instala no computador um adware, programa indesejado que abre janelas de propaganda no computador do usuário.

No pacote de programas indesejados instalados pelo vírus está um tocador de MP3 que somente toca faixas incluídas no próprio arquivo.

Foco raro

A McAfee diz que um foco de vírus tão grande é raro porque os criminosos tecnológicos preferem tipicamente focar suas criações para manter os números baixos e evitar a detecção.

Segundo a empresa, nos últimos sete dias, o vírus trojan foi encontrado em mais de 500 mil computadores, que notificam a companhia quando um arquivo malicioso é baixado.

A McAfee diz que, até agora, apenas 10% desses computadores parecem ter chegado ao ponto de instalar o codec. Outras companhias de segurança também disseram ter detectado o trojan, mas não em uma quantidade tão grande quanto a McAfee.

A empresa advertiu seus usuários para manter seus programas de proteção atualizados e ter cautela ao usar redes de compartilhamento de arquivos.

    Leia tudo sobre: tecnologia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG