Novo telescópio substituirá Hubble em 2013

MADRI - Um novo telescópio ultravioleta que entrará em órbita a 42.164 quilômetros da Terra e permitirá observações astronômicas sem interferências da atmosfera será o sucessor do Hubble a partir de 2013, quando será lançado.

EFE |

A Universidade Complutense de Madri (UCM) apresentou hoje o projeto World Space Observatory - Ultraviolet (WSO-UV), liderado pela agência espacial russa Roscosmos e que conta com participação de Espanha, Alemanha, Ucrânia e China.

A missão WSO-UV cobrirá o espaço deixado pelo telescópio espacial Hubble ao final de sua missão e será o único observatório astronômico para imagem e espectroscopia ultravioleta do planeta entre 2013 e 2023, informou a UCM em comunicado.

Lançado em 1990, o Hubble foi o primeiro telescópio no espaço e conseguiu captar imagens de fenômenos nunca antes observados.

Os dois centros que controlarão o novo telescópio espacial serão instalados no Instituto de Astronomia da Academia de Ciências Russa e na Escola de Estatística da universidade madrilena.

Com o novo telescópio, os astrônomos pretendem conhecer a composição e distribuição do material intergaláctico, descobrir a evolução química do Universo desde sua composição original e analisar as atmosferas de outros planetas e estrelas.

Leia mais sobre: Hubble

    Leia tudo sobre: hubblenasa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG