O novo secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, se declarou disposto a estabelecer um diálogo com os talibãs moderados para tentar abrir caminho para uma reconciliação no Afeganistão, em uma entrevista publicada neste sábado pelo jornal dinamarquês Politiken.

"É claro que há um núcleo duro (dos talibãs), com o qual é impossível chegar a um acordo. Mas também há grupos com os quais se pode dialogar para tentar alcançar uma reconciliação na sociedade afegã", disse Rasmussen, que assumirá o cargo oficialmente na próxima segunda-feira.

Rasmussen já havia se expressado neste sentido em outubro do ano passado, quando era primeiro-ministro da Dinamarca. Na época, declarou "estar aberto a um diálogo com as forças moderadas e democráticas dos talibãs".

sa/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.