Secretário americano diz acreditar que derrota da rede terrorista Al-Qaeda está ao alcance dos EUA

O novo secretário de Defesa americano, Leon Panetta, chegou neste sábado a Cabul, iniciando uma visita surpresa ao Afeganistão no momento em que os Estados Unidos devem começar a reduzir seu contingente no local.

Panetta substituiu Robert Gates como secretário de Defesa americano (foto de arquivo)
AP
Panetta substituiu Robert Gates como secretário de Defesa americano (foto de arquivo)
O funcionário americano, que tomou posse há menos de dez dias subtituindo Robert Gates, se reunirá com o presidente afegão, Hamid Karzai, para abordar o tema da transfêrencia da responsabilidade da segurança às forças afegãs em várias regiões em meados de julho.

Antes de chegar à capital afegã, Panetta disse acreditar que os EUA são capazes de derrotar a Al-Qaeda. "A derrota estratégica da Al-Qaeda está ao alcance", afirmou Panetta. "Estamos falando de 10 ou 20 dirigentes-chave entre o Paquistão, o Iêmen, a Somália e a Al-Qaeda no Maghreb Islâmico. Se os atacarmos, acredito que poderemos vencer verdadeiramente a Al-Qaeda de um ponto de vista estratégico", afirmou o chefe do Pentágono a bordo do avião militar que o levava a Cabul.

"Estava convencido, em meu último cargo e continuo neste novo cargo, de que a derrota estratégica da Al-Qaeda está a nosso alcance", acrescentou Panetta. "A chave do êxito no Afeganistão é uma transição obtida com os afegãos e o desenvolvimento de forças de segurança afegãs capazes de manter a estabilidade", afirmou.

Segundo ele, a eliminação do chefe da Al-Qaeda, Osama Bin Laden, no ataque de um comando americano no Paquistão em 2 de maio, foi um elemento-chave na luta contra a organização terrorista.

*Com AFP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.