Novo primeiro-ministro da Tailândia promete resolver a crise política

Bangcoc, 17 dez (EFE).- O primeiro-ministro da Tailândia, Abhisit Vejjajiva, prometeu hoje, em mensagem à nação após assumir o cargo, solucionar a crise política na qual está imerso o país e governar para todos os tailandeses.

EFE |

"Meu primeiro trabalho será acabar com um sistema político que fracassou. Não posso fazer com que todos estejam de acordo comigo.

Não posso fazer com que todos me amem, mas posso prometer, e lhes prometo, que vou ser o primeiro-ministro de todos", disse Vejjajiva, de 44 anos e líder do Partido Democrata, que até alguns dias atrás dirigia a oposição parlamentar e agora lidera uma aliança de Governo.

O líder estendeu a mão a todos os tailandeses, exceto aqueles que colocam seus interesses na frente dos da Tailândia.

"Esses são meus inimigos", disse Vejjajiva, que expressou sua lealdade à Monarquia, à qual qualificou da instituição mais alta do país.

O novo primeiro-ministro se comprometeu a servir com honestidade e a não abusar de seu poder, e a restabelecer o conceito de justiça através da restauração de um império da lei justo e que não discrimina.

A economia é a segunda grande missão do novo Governo, cuja composição deve ser divulgada amanhã ou, no máximo, no fim de semana, e está previsto que seja anunciado um conjunto de ações econômicas.

Os analistas acreditam por que o próprio Vejjajiva, formado em econonia em Oxford, dirigirá a equipe econômica de um país no qual o Produto Interno Bruto (PIB) não crescerá durante o primeiro trimestre de 2009.

O Banco Asiático de Desenvolvimento prevê que a economia tailandesa acabará este ano com um crescimento de 4% e de 2% em 2009.

Além disso, as exportações diminuíram por causa da crise financeira internacional, e a ocupação hoteleira turística caiu entre 20% e 30%, e isso durante a alta temporada. EFE grc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG