Novo premiê do Japão pode escolher ministros na próxima semana

Por Isabel Reynolds TÓQUIO (Reuters) - O primeiro-ministro eleito do Japão, Yukio Hatoyama, pode adiar a escolha de seu gabinete até um encontro na próxima semana entre parlamentares de seu partido, publicou a mídia local nesta sexta-feira.

Reuters |

Após a ampla vitória do Partido Democrático do Japão nas eleições de 30 de agosto, Hatoyama havia dito que anunciaria seus ministros quando fosse oficialmente nomeado como premiê pelo Parlamento, em 16 de setembro.

Mais tarde, porém, ele confirmou a escolha de Naoto Kan, executivo do partido, para uma posição chave na nova Agência de Estratégia Nacional, e Katsuya Okada, concorrente nas prévias eleitorais, para o Ministério do Exterior. A mídia especulava que os nomes restantes seriam indicados até o fim da semana.

Um dos cargos mais aguardados pelo mercado é o do ministro das Finanças, que terá um papel crucial na definição da postura do governo em relação ao câmbio e ao banco central.

Hirohisa Fujii, de 77 anos, era tido como favorito para a vaga, que ele ocupou rapidamente nos anos 1990. Mas artigos de imprensa nesta sexta-feira afirmavam que a escolha deste e de outros postos seria adiada até a próxima semana, sob o conselho do número 2 do partido, Ichiro Ozawa.

Ozawa, líder do partido até ser forçado a renunciar em maio após um escândalo, coordenou a vitória nas eleições do mês passado. Analistas têm dito que Hatoyama, seu sucessor preferido, poderia se ver controlado por Ozawa, um "general das sombras".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG