Novo prefeito de Roma vai trocar de lugar museu projetado por Richard Meir

O novo prefeito de Roma, o ex-neofascista Gianni Alemanno, anunciou nesta quarta-feira que vai trocar de lugar o museu projetado pelo arquiteto americano Richard Meier, situado no coração do centro histórico da Cidade Eterna e inaugurado há dois anos.

AFP |

O museu, que gerou fortes críticas por parte da direita, foi concebido sobre o altar da paz construído pelo imperador Augusto próximo do rio Tibre no ano 13 a.C.

"É preciso tirar dali o museu de Meier, Não está entre nossas prioridades, mas nos comprometemos a revisar as intervenções feitas no centro histórico", anunciou Alemanno durante a sua primeira entrevista à imprensa.

O altar de Ara Pacis, um pequeno tempo de mármore banco construído para homenagear a paz alcançada pelo imperador Augusto com os gauleses e Espanhóis, foi rodeado por um moderno cofre transparente.

Trata-se da primeira grande obra de arquitetura moderna realizada no centro histórico da cidade após o fim da Segunda Guerra Mundial e sua construção gerou numerosas polêmicas.

O museu foi construído no mandato do prefeito esquerdista de Roma na época, Walter Veltroni.

Na inauguração, em abril de 2006, Alemmano havia denunciado "a arrogância dos intelectuais de esquerda para com os cidadãos" por terem permitido a construção de uma estrutura moderna sem ter consultado a população.

"Levaremos para um bairro periférico", prometeu então.

O museu, onde é organizado também mostras de arte, foi sede em julho do ano passado de uma aclamada retrospectiva do estilista italiano Valentino, que expôs suas criações mais importantes, cerca de 300 vestidos.

bur-kv/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG