Novo Governo procura devolver confiança à economia e às instituições

Bruxelas, 31 dez (EFE).- O novo Governo belga terá como objetivo prioritário restaurar a confiança dos cidadãos na recuperação econômica e nas instituições nacionais após as crises financeira e política, afirmou hoje o primeiro-ministro, Herman Van Rompuy.

EFE |

O novo chefe do Executivo apresentou ao Parlamento o programa do Governo formado ontem após a renúncia do Executivo de Yves Leterme pela suposta tentativa de influir na sentença de um tribunal de apelações sobre a privatização do banco Fortis.

Van Rompuy concentrou seu discurso na necessidade de manter a "confiança" ante a "insegurança" gerada pela crise financeira e econômica, a maior desde os anos 30, e pela complicada situação política em nível nacional.

O ano 2008 esteve "marcado pela incerteza por causa das crises política e financeira", declarou.

No plano econômico, afirmou que é necessário reforçar a Seguridade Social como "bastião" dos cidadãos ante as conseqüências da crise e é necessário um plano a longo prazo para eliminar o déficit público estrutural.

Além disso, reconheceu que a confiança se refere também às instituições nacionais e é especialmente "necessária" no funcionamento da justiça.

Neste sentido, reiterou o compromisso de iniciar uma comissão parlamentar que investigue "a separação de poderes e os problemas que se apresentaram recentemente nesta questão".

"Esta investigação deve ser realizada de forma serena e imparcial", declarou o primeiro-ministro, do partido CD&V.

Van Rompuy insistiu também no diálogo entre as comunidades flamenga e francófona para tentar solucionar as disputas sobre a reforma do Estado.

Neste sentido, apostou em relançar o diálogo sem imposições da maioria flamenga, para obter resultados antes das eleições regionais, previstas para junho. EFE rcf/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG