Novo Governo da Tailândia decide emendar a Constituição de 2007

Bangcoc, 1 out (EFE).- O novo primeiro-ministro e titular da Defesa da Tailândia, Somchai Wongsawat, anunciou hoje que seu Gabinete decidiu colocar emendas à Constituição de 2007, a mesma iniciativa proposta pelo antecessor no começo do ano e que, junto com outras medidas, gerou a atual crise política.

EFE |

Wongsawat, que sucedeu neste mês o correligionário Samak Sundaravej quando este foi inabilitado pelo Tribunal Constitucional, disse que só pretendem modificar o artigo 291 da Carta Magna, que bloqueia a redação de um novo texto constitucional.

O governante prometeu que a emenda não exonerará ninguém acusado de corrupção, incluindo o magnata Thaksin Shinawatra, que perdeu a Chefia do Governo no golpe militar de 19 de setembro de 2006 e que vive no Reino Unido desde agosto, foragido da Justiça.

Afirmou também que a comissão constitucional será independente do Executivo e só terá supervisão pelo Legislativo.

A Aliança do Povo para a Democracia, cujos dirigentes e simpatizantes tomaram o recinto da sede do Governo em Bangcoc desde 26 de agosto, é contra qualquer modificação na Constituição e prometeram continuar seu protesto enquanto governarem os aliados de Shinawatra. EFE tai/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG