Novo Governo da Mauritânia aprova eleições presidenciais para 18 de julho

Nuakchott, 28 jun (EFE).- O novo Governo mauritano de unidade, nomeado na última sexta, aprovou a realização de eleições presidenciais em 18 de julho, informaram fontes oficiais.

EFE |

"O Conselho examinou e adotou o projeto de decreto que convoca o colégio eleitoral para a eleição do presidente em 18 de julho", disse um comunicado do Conselho de Ministros divulgado pela agência oficial local de imprensa.

A criação do Executivo e a data para as eleições já estavam previstas no acordo de Dacar, assinado em Nuakchott no último dia 4, mas que não tinha entrado em vigor devido às divergências entre as partes.

Os decretos foram ratificados nesta sexta-feira, na capital mauritana, com a nomeação de um Executivo provisório de união nacional e a demissão voluntária do presidente deposto pelo golpe de Estado de agosto do ano passado, Sidi Mohammed Ould Cheikh Abdallahi.

O novo Governo será comandado por dirigido por Mohammed Laghdaf, que após o golpe foi nomeado primeiro-ministro pelos militares, mas vários ministérios, como os de Interior, Defesa, Finanças e Comunicação, foram concedidos à oposição, composta pela Frente Nacional de Defesa da Democracia (FNDD) e pela União de Forças Democráticas (UFD). EFE.

mo/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG