Novo Governo austríaco toma posse para mandato de 5 anos

Viena, 2 dez (EFE).- O novo Governo austríaco de grande coalizão, formado pelo Partido Social-Democrata da Áustria (SPÖ) e pelo Partido Popular Austríaco (ÖVP), prestou hoje juramento no antigo Palácio Imperial de Viena para um mandato de cinco anos.

EFE |

As duas principais forças políticas da Áustria decidiram um amplo programa econômico e social, com o qual esperam atenuar os efeitos da atual crise financeira e econômica.

O novo chanceler federal é o líder social-democrata, Werner Faymann, enquanto o presidente dos democrata-cristãos, Josef Pröll, será vice-chanceler e ministro das Finanças.

A pasta de Assuntos Exteriores foi assumida pelo conservador Michael Spindelegger, que até agora era primeiro vice-presidente do Parlamento e que substitui Ursula Plassnik.

Plassnik tinha se negado fazer parte do novo Executivo, já que Faymann não descarta convocar um plebiscito nacional no caso de uma emenda ao tratado constitucional da União Européia (UE).

Esta nova edição da "grande coalizão", dominante na vida política austríaca desde 1945, conta com apenas 60% das cadeiras no Parlamento, por isso não poderá aprovar leis de categoria constitucional sem o apoio da oposição.

A anterior coalizão entre o SPÖ e ÖVP, liderada pelo ex-líder social-democrata Alfred Gusenbauer, durou apenas 20 meses e se destacou por suas contínuas desordens internas.

Os direitistas Partido Liberal da Áustria (FPÖ) e a Aliança pelo Futuro da Áustria (BZÖ) conseguiram entre os dois quase 30% dos votos nas eleições de setembro. EFE jk/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG