Novo enviado da ONU para o Iraque se mostra cauteloso sobre o futuro do país

Nações Unidas, 4 ago (EFE).- O novo enviado especial da ONU para o Iraque, o holandês Ad Melkert, se mostrou hoje cauteloso sobre o futuro do país árabe à medida que o processo de recuperação de sua soberania se completa.

EFE |

Em um discurso no Conselho de Segurança da ONU, Melkert reafirmou o completo apoio do organismo mundial aos esforços do povo iraquiano para superar a violência e fomentar seu desenvolvimento econômico e social.

"Embora as estatísticas mostrem uma queda dos níveis de violência, a realidade continua marcada por uma quantidade inaceitável de ataques contra a população civil", assegurou.

O diplomata holandês ressaltou que o Iraque enfrenta uma "grande oportunidade" após a recente retirada das tropas americanas dos núcleos urbanos, o que também representa "um momento muito delicado".

"Há muitos fatores, tanto externos como internos, que podem desequilibrar a balança para um ou outro lado", apontou.

Para Melkert, recai agora nas forças e corpos de segurança iraquianos a responsabilidade de exercer a soberania recuperada ao ganhar a confiança popular e respeitando os direitos humanos.

O enviado da ONU também destacou que a redução da violência torna inadiável enfrentar os graves problemas sociais e econômicos que afligem o país, como o alto desemprego entre os jovens e o déficit fiscal.

Melkert substituiu o sueco Staffan de Mistura como enviado da ONU para o Iraque no último dia 7. EFE jju/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG