Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Novo encontro do Foro de São Paulo buscará caminhos para paz na Colômbia

Montevidéu, 22 mai (EFE).- O décimo quinto encontro do Foro de São Paulo, iniciado hoje em Montevidéu, dará ênfase em sua declaração final à busca da paz na Colômbia, disseram os organizadores do evento, no qual participam partidos de esquerda e movimentos sociais de toda a América Latina.

EFE |

"Ao Foro de São Paulo só interessa a paz", explicou o secretário-executivo do Fórum, o brasileiro Valter Pomar, para quem os interessados na guerra "são parte da direita colombiana e do Governo dos Estados Unidos".

Pomar, que também é secretário de Relações Internacionais do PT, assinalou que a reunião na capital uruguaia, que será inaugurada formalmente amanhã, reservará bastante espaço ao debate sobre a situação da Colômbia.

A declaração final do encontro, que deve ser aprovada no próximo domingo, último dia de debates, terá um "acento forte sobre a questão da paz da Colômbia", indicou.

Pomar lembrou que representantes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e do Exército de Libertação Nacional (ELN), dois grupos de esquerda envolvidos em conflitos com o Governo colombiano, chegaram a participar de algumas reuniões do Foro, mas garantiu que "há anos já não vão aos encontros".

O Foro de São Paulo é composto atualmente por 70 organizações políticas e sociais da região, e tem um Comitê Executivo no qual estão representados partidos de esquerda de 16 países.

Em Montevidéu são esperados ainda cerca de 200 delegados de toda a América Latina, assim como observadores internacionais de Alemanha, Bélgica, China, Itália, Japão, Portugal e Vietnã. EFE mtc/gs

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG