Novo embaixador do Brasil na OEA apresenta credenciais

Washington, 4 mai (EFE).- O novo embaixador do Brasil perante a Organização dos Estados Americanos (OEA), Ruy de Lima Casaes e Silva, apresentou hoje as credenciais ao secretário-geral do organismo, José Miguel Insulza.

EFE |

Em cerimônia na sede da OEA, em Washington, o diplomata ressaltou o papel que a instituição desempenha na promoção da democracia e da vigência dos direitos humanos no continente.

"A organização teve um papel importantíssimo na busca de um compromisso de todos os países em torno de temas muito relevantes, alguns deles historicamente novos, como a democracia", disse o embaixador.

De Lima Casaes e Silva ressaltou que a relevância do Sistema Interamericano de Direitos Humanos também "continua sendo um dos valores principais" da OEA.

Insulza, por sua vez, destacou os avanços em matéria de direitos humanos da organização, que conseguiu "fechar as feridas do passado", e ressaltou que o organismo foi mudando as perspectivas que tinha.

Diante dos novos desafios que a região enfrenta, Insulza disse que "já não se fala somente em direitos civis e políticos, mas também dos direitos sociais como uma responsabilidade dos Estados e dos Governos".

O secretário-geral destacou o esforço e o diálogo para que a OEA tenha uma importância e uma presença cada vez maior, porque "hoje em dia a diversidade que existe nas Américas se manifesta mais que antes", disse.

Esta diversidade, acrescentou, "faz com que, às vezes, nossas discussões sejam muito acaloradas, mas temos uma doutrina a respeito, e é que nesta OEA têm que caber todos os americanos". EFE elv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG