Bogotá, 17 jul (EFE).- O Governo da Colômbia segue disposto a normalizar suas relações com o Equador, rompidas por Quito no início de março, confirmou hoje em Bogotá o novo ministro das Relações Exteriores colombiano, Jaime Bermúdez.

O chanceler declarou que seu Governo "está pronto e tem toda a disposição para retomar essas relações tão logo seja possível".

"Essa disposição se mantém, e a isso estamos dispostos", acrescentou Bermúdez, após assumir o cargo perante o presidente Álvaro Uribe, que o designou na quarta-feira como substituto de Fernando Araújo, ex-refém da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que renunciara na véspera.

O Governo do líder equatoriano, Rafael Correa, rompeu relações com Bogotá em 3 de março, em protesto contra um bombardeio colombiano a um acampamento das Farc em território equatoriano.

A ação militar foi lançada em 1º de março, e nela morreram o "número dois" e porta-voz internacional Farc, conhecido como "Raúl Reyes", e outras 25 pessoas.

A Organização dos Estados Americanos (OEA) assumiu o papel de mediador nesta crise. EFE jgh/gs

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.