Novo ataque de foguetes do Líbano atinge Israel

Pelo menos três foguetes Katyusha foram disparados na manhã desta quarta-feira do sul do Líbano contra o norte de Israel. Os foguetes vieram das cidades libanesas de El Meri e El Hebbariyeh, atingindo a cidade israelense de Kiryat Shmona.

BBC Brasil |

"Três foguetes caíram nos arredores da cidade de Kiryat Shmona", disse Miky Rosenfeld, porta-voz da polícia.

Autoridades israelenses disseram que os ataques não fizeram vítimas, mas que as explosões deixaram as pessoas em pânico. Testemunhas libanesas disseram às emissoras locais que ouviram três grandes explosões.

Em retaliação, o Exército israelense disparou quatro mísseis que atingiram El Hebbariyeh. Há relatos de que outros dois foguetes teriam sido lançados contra o território israelense mas caído do lado libanês da fronteira.

Emissoras de televisão libanesas disseram que dois helicópteros israelenses sobrevoaram a região de onde foram disparados os foguetes.

Esta é a segunda vez que Israel é atingido por foguetes Katyushas disparados do sul do Líbano. No ultimo dia 8, cinco foguetes foram lançados do lado libanês e Israel respondeu com um breve fogo de artilharia.

No domingo, o governo libanês anunciou que havia prendido cinco palestinos e um jordaniano acusados pelo ataque.

Tensão

O Líbano vive um momento de tensão pelo medo de ser arrastado para uma nova guerra contra Israel. O primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, já havia advertido que qualquer ataque contra Israel vindo do vizinho do norte sofreria uma retaliação.

Em um primeiro momento, os libaneses desconfiaram que o Hezbollah pudesse ter lançado o ataque. Mas o grupo negou, dizendo que não estava interessado em abrir uma nova frente contra o Estado judaico.

O líder do grupo, Hassan Nasrallah, demonstrou apoio ao Hamas desde o primeiro dia do conflito e também ameaçou Israel em caso de ataque contra o Líbano.

Políticos opositores ao grupo xiita vêm alertando sobre a possibilidade de uma nova guerra.

Em 2006, o conflito entre Israel e o Hezbollah deixou 1,2 mil libaneses mortos, a maioria civis, e 160 israelenses, a maioria militares.

Leia também

Vídeos

Opinião

Leia mais sobre: Oriente Médio

    Leia tudo sobre: israellíbano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG