Nove terroristas vinculados à Al Qaeda são detidos na Mauritânia

Nuakchott, 30 out (EFE).- As forças de segurança mauritanas detiveram nos últimos quatro dias nove supostos islamitas mauritanos acusados de preparar atentados no país às ordens da rede terrorista Al Qaeda, informaram hoje à Agência Efe fontes oficiais.

EFE |

Dois dos detidos são professores do ensino médio, um dos quais trabalhava em um instituto de Aleg, localidade próxima a onde, em dezembro de 2007, quatro turistas franceses foram assassinados por supostos fundamentalistas muçulmanos.

Segundo as fontes, os detidos planejavam, entre outras ações, seqüestrar o embaixador de Israel em Nuakchott.

Os detidos pertenciam ao Grupo Salafista para a Lealdade, criado pouco depois da detenção de seu líder em julho passado e de outros de seus principais membros.

Entre os detidos desde 26 de outubro, estão também dois saaráuis, disseram à Efe fontes da segurança do país. EFE mo/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG