Nove são condenados a prisão por conflito armado em eleições na Macedônia

Skopje, 20 out (EFE).- O Tribunal de Skopje condenou hoje nove pessoas a penas entre cinco e seis anos e meio de prisão, pelos confrontos armados ocorridos durante as eleições parlamentares antecipadas de 1º de junho, na Macedônia, que terminaram com a morte de uma pessoa.

EFE |

Todos os acusados, membros ou simpatizantes do agora opositor Partido Democrático dos Albaneses (DPA), que então fazia parte da coalizão no poder, foram condenados por posse ilegal de armas, formação de quadrilha e obstáculo ao processo eleitoral.

O principal acusado, Agim Krasniqi, foi condenado a seis anos e meio de prisão. Outras seis pessoas receberam sentença de seis anos de detenção, cada uma. Os últimos dois acusados foram condenados a cinco anos e três meses de cadeia.

No dia da eleição, ocorreram vários choques armados entre partidários das formações rivais da minoria albanesa -o DPA e a União Democrática para a Integração (BDI)-, além de ataques à Polícia.

Esses incidentes terminaram com um morto e oito feridos, além de diversas outras irregularidades, pelas quais a votação teve que ser adiada em algumas zonas eleitorais nas áreas povoadas por albaneses.

EFE ib-sn/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG