Nove guardas de segurança morreram no domingo à noite e três ficaram feridos em um ataque executado por islamistas contra um edifício em Ziama Mansuria, na região de Jijel (360 km ao leste de Argel), informaram testemunhas e a imprensa local.

Os criminosos atacaram o edifício, sede de uma empresa de segurança, com bombas de fabricação caseira.

Oe atentado, o mais grave dos últimos seis meses na Argélia, aconteceu depois de vários ataques contra militares ou civis, sempre no leste do país.

abh-pyj/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.