Ciudad Juárez (México), 23 set (EFE).- Oito homens e uma mulher morreram a tiros hoje em diferentes casos de violência registrados nas últimas horas em Ciudad Juárez, no norte do México, informaram hoje autoridades da promotoria no estado fronteiriço de Chihuahua.

O ataque mais violento foi registrado quando três homens e uma mulher foram mortos em um automóvel no bairro Enrolo Colorado, ao oeste da cidade, disseram fontes da Procuradoria Geral de Justiça do Estado de Chihuahua (PGJE).

Em outros fatos, três corpos foram achados pelas autoridades na área metropolitana de Ciudad Juárez, um deles decapitado.

Além disso, um rapaz foi assassinado de quatro disparos enquanto dirigia uma caminhonete na estrada Juárez-Porvir, à altura do povoado Lombada Blanca.

Na ação uma mulher ficou ferida e foi transferida a um hospital da zona.

Os homicídios continuaram com o assassinato de um guarda de segurança do Centro Penal de Readaptação Social para Adultos de Ciudad Juárez, identificado como Juan Manuel Pacheco Santillán, de 28 anos, que foi assassinado a bordo de seu veículo particular.

O fato ocorreu no bairro Novo Hipódromo, ao noroeste da cidade, e segundo o relatório das autoridades Pacheco recebeu seis tiros de arma calibre .40 milímetros.

Com uma população de 1,5 milhão de habitantes, Ciudad Juárez é considerada a cidade mais violenta do México, ao monopolizar no ano passado 1.600 dos 6 mil assassinatos vinculados com o narcotráfico registrados em todo o país.

Segundo contagens extra-oficiais da imprensa, neste ano os homicídios nesta localidade já são 1.500, apesar ao desdobramento na zona de mais de 8 mil soldados e policiais federais para combater aos cartéis da droga e outras máfias criminosas. EFE hs/fk

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.