Nove homens e 1 mulher são enforcados em Teerã sob acusação de assassinato

Teerã, 26 nov (EFE).- Nove homens e uma mulher, acusados de assassinato, foram enforcados hoje em uma prisão de Teerã, informaram fontes judiciais da República Islâmica do Irã.

EFE |

"Os dez assassinos foram enforcados na manhã de hoje na prisão de Ewin", disse à agência de notícias "Fars" o juiz que supervisiona o cumprimento das penas e que se identificou como Yaberi.

Desde a vitória da Revolução Islâmica em 1979, a legislação iraniana contempla mais de 100 crimes que podem levar à pena de morte, incluindo o assassinato, o tráfico de drogas, a espionagem, o homossexualismo e a blasfêmia contra o Islã.

Além disso, o Parlamento iraniano aprovou recentemente uma lei que incorpora a esta lista o crimes de "alterar a opinião pública", medida que foi duramente criticada pelos grupos de direitos humanos, devido à ambigüidade.

A organização Human Rights Watch (HRW) denunciou em setembro que a proteção aos direitos humanos no Irã piorou sob o Governo do presidente Mahmoud Ahmadinejad, que chegou ao cargo em 2005.

Segundo a HRW, durante o mandato de Ahmadinejad, o número de sentenças de morte aplicadas "quadruplicou". EFE msh-ju/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG