Nove em cada 10 gripados no Uruguai têm gripe suína

Montevidéu, 28 jul (EFE).- Os infectados pelo vírus AH1N1 já representam 90% dos casos de gripe no Uruguai, que tem 24 mortos e onde a expansão gerou uma rixa política pela gestão do Ministério da Saúde, informou hoje a imprensa local.

EFE |

A última vítima da gripe suína foi um homem de 39 anos, que deu entrada no hospital com uma infecção respiratória no departamento de Tacuarembó, no norte do país.

O prefeito de San José, Juan Chiruchi, onde ontem também se anunciou a morte de outra pessoa relacionada à doença, acusou a ministra da Saúde, María Júlia Muñoz, de estar "ocultando" casos da doença.

"Este tema infelizmente há duas semanas que tem uma clara intencionalidade política", explicou Chiruchi, prefeito dessa cidade que fica 90 quilômetros ao noroeste de Montevidéu, segundo informou o jornal "El País".

Por outro lado, o deputado do opositor Partido Nacional, Javier García, elaborou e distribuiu um gráfico comparativo sobre a gripe, em que revela que proporcionalmente o Uruguai tem sete vezes mais mortos que os EUA e cinco mais que o México.

Muñoz respondeu aos dois que o Ministério "não ocultou nunca números de mortalidade", que a Organização Mundial da Saúde (OMS) disse que "não faz sentido contá-las" e "menos sentido ainda tem misturar e fazer uma taxa de número de mortos com número de habitantes".

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE crr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG