Nove beduínos são detidos por suspeita de planejar ataques em Israel

Jerusalém, 3 mai (EFE).- As forças de segurança israelenses anunciaram hoje a detenção de nove beduínos com cidadania israelense sob suspeita de terem formado uma célula que planejava ataques no país, em resposta à recente ofensiva na Faixa de Gaza.

EFE |

Os detidos, todos eles homens jovens e residentes na Galiléia, tinham sido detidos em diferentes momentos nos últimos meses, mas só hoje foi permitada a publicação dos fatos.

A Polícia acredita que o grupo sabotou um poste elétrico e jogou pedras e pneus em estradas para tentar prejudicar os motoristas, informou a imprensa local.

A pista do grupo começou a ser seguida durante a ofensiva israelense em Gaza, na qual morreram 1,4 mil palestinos, na maioria civis, em dezembro do ano passado e janeiro.

Segundo a Polícia, os suspeitos confessaram pertencer à célula e alguns deles afirmaram também que atuavam movidos pela intenção de vingar o ataque israelense em Gaza.

O tribunal de Akko, no noroeste do país, deve recomendar amanhã a acusação dos suspeitos, após ter prorrogado sua custódia várias vezes.

As acusações, das quais se declaram inocentes, são pertinência a uma organização ilegal, tentativa de incêndio premeditado e dano a vidas humanas em uma estrada de transporte. EFE ap/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG