Novas réplicas voltam a sacudir cidade neozelandesa de Christchurch

Em fevereiro, terremoto de 6,3 graus na escala Richter deixou 181 mortos

EFE |

Uma réplica de 5,4 graus na escala Richter sacudiu nas últimas horas a cidade neozelandesa de Christchurch, devastada em fevereiro por um terremoto no qual morreram 181 pessoas.

Outras réplicas de menor intensidade também foram registradas na sequência nesta quarta-feira (terça no Brasil). Os sismos não causaram vítimas nem danos materiais, mas deixaram alguns moradores de Christchurch sem eletricidade por poucos momentos, informou a cadeia TVNZ.

O organismo neozelandês GeoNet revisou a intensidade da réplica de 5,3 para 5,4 graus e esclareceu que o epicentro foi 10 quilômetros ao sudoeste de Christchurch e não 10 quilômetros ao oeste da localidade de Akaroa.

A réplica moderada deixou em vigília muitos residentes de Christchurch, cidade que foi sacudida desde então e até o início da tarde desta quarta-feira por mais de 15 sismos com menos de 4,4 graus.

Após a réplica da noite de terça-feira (21), o aeroporto de Christchurch foi fechado por duas horas para que fosse revisado o estado das pistas de aterrissagem, e quatro voos foram desviados para a cidade de Auckland até a reabertura do terminal aéreo, segundo a cadeia TVNZ.

Na semana passada, uma cadeia de sismos de entre 5,6 e 6,3 graus de magnitude causou grandes danos materiais em Christchurch, onde uma pessoa morreu e pelo menos cem edifícios terão que ser demolidos.

    Leia tudo sobre: Nova ZelândiaterremotoChristchurch

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG