Novas réplicas do terremoto atingem o Chile

Santiago do Chile, 3 mar (EFE).- Um tremor de 5,1 graus na escala Richter sacudiu hoje quatro regiões do centro e norte do Chile, em mais uma réplica do terremoto de 8,8 graus que afetou parte do país na madrugada do último sábado.

EFE |

Segundo o Serviço de Geologia dos Estados Unidos (USGS, em inglês), o epicentro do sismo foi localizado a 70 quilômetros de profundeza, em frente à costa de Valparaíso.

O tremor ocorreu às 3h16 locais (mesmo horário em Brasília) e foi sentido nas regiões de Coquimbo, Valparaíso, Santiago e O'Higgins, em uma extensão de 600 quilômetros.

O Escritório Nacional de Emergência (Onemi) disse que o tremor alcançou uma intensidade de 4 graus da escala internacional de Mercalli, que vai de 1 a 12, no porto de San Antonio, 110 quilômetros ao sudoeste de Santiago.

Na capital chilena, assim como em Coquimbo, La Serena e Rancagua, a intensidade foi de 2 graus, e de 3 em Valparaíso. A Onemi explicou que o tremor não deixou vítimas ou danos materiais.

Às 2h49 foi sentido outro abalo na mesma área, de 4,7 graus na escala Richter, segundo o instituto americano.

Mais cedo, à 1h35 local, um tremor também de 5,1 graus na escala Richter aconteceu mais ao sul, na região de Bío-Bío, com seu epicentro localizado a uma profundeza de 30,2 quilômetros sob o mar.

Às 4h09, outro sismo aconteceu na região do Maule, de uma magnitude de 4,9 graus na escala Richter e epicentro a uma profundeza de 35,1 quilômetros, também no mar.

O terremoto de sábado passado, de 8,8 graus na escala Richter, deixou até o momento 799 mortos e 2 milhões de desabrigados. Desde então aconteceram aproximadamente 200 réplicas, metade delas de força superior a 5 graus.

Segundo especialistas, isso continuará pelo menos nos próximos dois meses. EFE.

ns/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG