Nova Zelândia anuncia primeiras mortes relacionadas à gripe H1N1

WELLINGTON (Reuters) - A Nova Zelândia registrou suas três primeiras mortes relacionadas à gripe H1N1, informou no sábado o Ministério da Saúde. O país tem cerca de 1.000 casos confirmados da doença, mas o diretor de Saúde Pública do ministério, Mark Jacobs, disse que não havia necessidade de alterar o enfoque das autoridades de saúde para tentar controlar a propagação do vírus.

Reuters |

"Não há necessidade de mudar nosso tipo de manejo nesta etapa, mas seguimos vigilantes", afirmou Jacobs por meio de um comunicado.

O principal médico forense da Nova Zelândia disse que um homem de 19 anos morreu em 28 de junho e outro de 42 anos faleceu no dia 2 de julho. A terceira vítima foi uma jovem que morreu na manhã de sábado.

O Ministério da Saúde disse que há 945 casos confirmados da gripe no país. Existem outros 61 considerados suspeitos.

(Reportagem de Adrian Bathgate)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG