Nova York registra mais duas mortes ligadas à gripe suína

Mais duas pessoas infectadas com o vírus da gripe suína morreram em Nova York, onde 42 escolas continuam fechadas para prevenir novos contágios, indicaram nesta terça-feira as autoridades sanitárias.

AFP |

O comissário de saúde da cidade, Thomas Frieden, disse que as duas pessoas - assim como os outros pacientes contaminados com o vírus A(H1N1) que vieram a falecer - apresentavam "problemas anteriores de saúde".

"É possível que o vírus H1N1 tenha contribuído" para causar a morte destas pessoas, estimou Frieden, informando que ainda é necessário esperar pelo resultado da autópsia para determinar a causa da morte.

Os dois casos elevam para 14 o número de mortes vinculadas ao vírus H1N1 desde o início da epidemia, em abril. Os Estados Unidos já registraram mais de 6.700 casos da doença.

Frieden comentou que, apesar de "cada morte ser uma tragédia", até o momento houve apenas "uma pequena quantidade de mortos no país".

Ao todo, 25 escolas que haviam fechado as portas retomaram as aulas, mas 42 instituições de ensino, espalhadas por 31 edifícios, permanecem fechadas, segundo Frieden.

ltl/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG