Nova York autoriza prefeito a concorrer a terceiro mandato

O Conselho da Cidade de Nova York (equivalente à Câmara de Vereadores no Brasil) aprovou nesta quinta-feira uma medida que permite que o atual prefeito da cidade, Michael Bloomberg, concorra a um terceiro mandato consecutivo. O segundo mandato de Bloomberg como prefeito terminaria no final de 2009 e, pela lei, ele não poderia concorrer a mais uma eleição.

BBC Brasil |

Mas, aproveitando suas altas taxas de aprovação, o milionário dono do sistema de comunicações que leva seu sobrenome, solicitou a oportunidade de concorrer a mais um mandato.

A proposta foi aprovada no Conselho por 29 votos a favor e 22 contra.

Alta aprovação
Em dois plebiscitos durante a década de 1990, os eleitores nova-iorquinos rejeitaram a possibilidade de que um prefeito permanecesse mais de oito anos no cargo.

Mas, segundo o correspondente da BBC em Nova York, Matthew Wells, o fato de muitos vereadores também estarem se aproximando do final de mandato facilitou a aprovação.

Bloomberg, que manifestou o desejo de concorrer a mais um mandato no início do mês, negou estar fazendo negociações nos bastidores para aprová-lo e afirmou que o principal motivo seria crise econômica.

"Dados os eventos da últimas semanas e os enormes desafios que temos que enfrentar, eu não quero sair (do mandato) e acho que posso ajudar nesses tempos difíceis", afirmou Bloomberg antes da votação.

"Se os eleitores não gostarem do que fiz, eles podem votar em outra pessoa", disse.

No início deste ano, Bloomberg mudou sua filiação partidária do Partido Republicano para independente.

Seu passado como empresário e a mellhoria nos serviços municipais fizeram com que ele conseguisse altos índices de aprovação entre os nova-iorquinos, segundo o correspondente da BBC.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG