Nova York ativa mais 500 câmeras em estações de metrô

Segundo prefeito Michael Bloomberg, as câmeras foram colocadas depois de incidentes como o atentado frustrado na Times Square

Reuters |

A prefeitura de Nova York ativou 500 novas câmeras em estações de metrô movimentadas. De acordo com o prefeito Michael Bloomberg, as câmeras foram colocadas depois de incidentes como a tentativa de atentado a bomba neste ano na Times Square.

Reuters/Newscom/REUTERS TV
Esquadrão antibomba examina carro onde explosivo foi colocado, em Times Square, Nova York (2/05/2010)
As câmeras nas estações Times Square, Penn Station e Grand Central representam uma ampliação de um programa anunciado previamente, com a meta de elevar de 1.159 para cerca de 3.000 as câmeras de vigilância em Manhattan.

Os aparelhos foram comprados com uma verba de US$ 120 milhões do Departamento de Segurança Doméstica do governo federal. Além disso, a Autoridade Metropolitana de Transportes ativou outras 1.400 câmeras próprias nos últimos seis meses.

A cidade de Nova York já sofreu dois atentados graves, ambos tendo como alvo o World Trade Center. Em 1993, um caminhão-bomba explodiu junto aos prédios, e em 11 de setembro de 2001 dois aviões sequestrados derrubaram as Torres Gêmeas, matando quase 3.000 pessoas. Desde então, segundo a polícia, outros 11 complôs foram evitados na cidade.

Ataque frustrado

Em 1º de maio, um norte-americano de origem paquistanesa deixou um carro com rojões e combustível na movimentada Times Square, para que o veículo explodisse. Faisal Shahzad declarou-se culpado e pode pegar prisão perpétua.

"A tentativa de explosão de 1º de maio na Times Square foi toda a prova de que precisávamos de que a vigilância no centro da cidade é vital", disse Bloomberg a jornalistas.

    Leia tudo sobre: nova yorkatentadotimes squarecâmeras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG