Nova Jersey detecta 2 novos casos de gripe suína; em N.York, já são 33

Nova York, 1 mai (EFE).- Nova Jersey confirmou hoje a existência de dois novos casos de contágio pelo vírus da gripe suína, o que aumentou para sete o número de infectados no estado, enquanto subiram as ocorrências prováveis e que ainda precisam ser confirmadas.

EFE |

O Departamento de Saúde de Nova Jersey explicou que os Centros para o Controle e a Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, em inglês) confirmaram hoje que as novas amostras coletadas em outras duas pessoas do estado correspondem ao vírus que originou o alarme internacional, devido à capacidade de gerar uma pandemia.

A confirmação e a suspeita de uma nova ocorrência acontecem um dia depois que foi comprovada a existência dos cinco primeiros casos nesse estado, com o que já somam sete.

As novas vítimas são uma menina de 12 anos e uma mulher de 22, e nos dois casos os sintomas são leves, e, por isso, nenhuma delas foi hospitalizada e ambas se recuperam de forma adequada em casa.

Em Nova York, por enquanto o estado mais afetado neste país, com 49 casos confirmados pelas autoridades, o Departamento de Saúde estadual anunciou hoje que aumentou para 33 o número de ocorrências prováveis.

Desse total, 16 têm relação com o surto detectado na escola de ensino médio St. Francis, no Queens, onde foram confirmados os primeiros casos do estado.

Outros dois não têm ligação com o surto, e os 15 restantes ainda estão sendo investigados.

Em Nova York, as autoridades estimam em 49 os casos humanos confirmados, mas o CDC afirma que são 50.

Antes da confirmação dos dois novos casos de Nova Jersey, o CDC informou hoje que o número de casos da gripe provocada pelo vírus H1N1 aumentou para 141 nos EUA, e se estendeu por 19 estados.

Nova York segue liderando a lista, seguido de Texas (28), Carolina do Sul (16) e Califórnia (13). EFE mgl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG