Paleontologistas da Austrália anunciaram a descoberta de uma nova espécie de dinossauro em uma fazenda de criação de ovelhas em Queensland, que fica no nordeste do país. O fóssil achado, apelidado de Zac, é de um exemplar da infraordem dos saurópodes, herbívoro e, segundo os pesquisadores, data de 97 milhões de anos atrás.

A região onde foi achado, perto da cidade de Eromanga, é rica em fósseis e já foi, no passado, coberta por mar.

Em 2004, foi encontrado no local o fóssil do maior dinossauro do país, apelidado de Cooper. Ele tinha 30 metros de comprimento e era um titanossauro - espécie de dinossauro com cauda e pescoço longos e cabeça pequena.

O curador do Museu de Queensland, Scott Hocknull, disse que o esqueleto de Zac é menor do que o de Cooper, mas está mais completo.

Zac tem em comum com outros saurópodes um pescoço muito longo e uma cabeça pequena. Seus dentes não são afiados e sua cauda longa serve de contrapeso para o pescoço.

Hocknull afirmou que a descoberta é parte de uma nova "corrida por dinossauros" na Austrália.

"Nós temos dinossauros saindo por todo canto em Queensland, então a Austrália está se tornando realmente um centro para a descoberta de dinossauros."

O cientista disse que boa parte do fóssil de Zac era visível no solo, mas há planos para mais excavações na área no futuro.

"Devem existir centenas de fósseis enterrados", disse Hocknull.

Três novas espécies de dinossauros foram encontradas na mesma área em meados deste ano. Todas elas datam do mesmo período de Zac - de cerca de cem milhões de anos atrás.

Leia mais sobre dinossauro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.