Nova emboscada do Sendero Luminoso mata 2 e fere 5 militares peruanos

Lima, 14 out (EFE).- Pelo menos dois militares morreram hoje e cinco ficaram feridos em uma nova emboscada do Sendero Luminoso na região peruana de Vizcatán, informaram as autoridades.

EFE |

O ataque aconteceu na manhã desta terça-feira, em uma área onde militares e membros do grupo terrorista se enfrentam há várias semanas.

Na emboscada, morreram dois sargentos. Um oficial e quatro soldados sofreram ferimentos e foram levados para Lima.

Ao comentar o fato, o primeiro vice-presidente do Peru, Luis Giampietri, admitiu que o Sendero "está organizado na região".

Giampietri, ex-chefe das forças especiais da Marinha peruana, afirmou que essas emboscadas são "o custo que é preciso pagar" para acabar com os terroristas remanescentes, que atuam em aliança com o narcotráfico.

O diretor da Polícia Nacional, general Octavio Salazar, disse que o atentado foi uma reação "destes 'grupúsculos'" à tomada de Vizcatán pelas forças de segurança.

Salazar negou que os últimos ataques sejam reflexo do ressurgimento do Sendero Luminoso.

"É preciso manter a calma e a população tem que acreditar que este resto de subversão vai acabar", afirmou.

Na quinta-feira passada, o Sendero Luminoso atacou um comboio de caminhões no departamento de Huancavelica, matando 13 militares e dois civis, e ferindo outras 17 pessoas. EFE dub/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG