Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Nova droga reduz risco de danos de radioterapia

Pesquisadores desenvolveram uma nova droga que protege as células saudáveis e a medula óssea da radioterapia contra o câncer, revela um estudo publicado nesta quinta-feira nos Estados Unidos.

AFP |

A radioterapia utilizada com eficácia para destruir tumores cancerígenos também afeta as células saudáveis, de acordo com um estudo publicado em 11 de abril na "American Review Science".

A nova droga protegeu as células gastrointestinais e a medula óssea em ratos e macacos, sem reduzir os efeitos positivos do tratamento radioterápico, destacou Lyudmila Burdelya, do Roswell Park Cancer Institute, do estado de Nova York.

O doutor Richard Kolesnick, do Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, de Nova York, afirmou que o estudo representa "uma ruptura em um tema que tem desafiado a comunidade científica".

O doutor Preet Chaudhary, oncologista da Universidade da Pensilvânia, disse que o trabalho publicado abre novas perspectivas na luta contra o câncer.

A droga, CBLB502, age ativando um conhecido atalho molecular que algumas células cancerígenas utilizam para evitar a morte celular, explicou Burdelya.

Uma simples dose em animais submetidos à radioterapia reduziu significativamente o dano provocado à medula óssea e às células gastrointestinais, prolongando a vida das cobaias, destacaram os especialistas.

A nova droga também poderá ser utilizada por trabalhadores expostos a vazamentos radioativos e até por militares atingidos por armas nucleares.

Os testes com seres humanos começarão no próximo verão boreal.

js/LR/tt

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG