Nos EUA, Dilma se irrita com pergunta sobre dossiê

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, se irritou nesta segunda-feira quando lhe foi feita uma pergunta sobre o dossiê contendo gastos sigilosos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que supostamente teria sido vazado pela sua pasta. Em Washington, ao ser indagada se o governo já havia sido informado pela Polícia Federal sobre a identidade dos autores do dossiê, Dilma retrucou: Acho que vocês devem perguntar isso para a Polícia Federal, porque o governo não tem conhecimento disso.

BBC Brasil |

Acho que não tem cabimento eu estar aqui e responder a questões sobre o Brasil".

Dilma conversou com jornalistas brasileiros, após um evento na Câmara do Comércio dos Estados Unidos, na tarde desta segunda-feira.

Pela manhã, a ministra se encontrou com o secretário do Tesouro americano, Henry Paulson, e, em seguida, participou do 2º Fórum de CEOs Brasil-Estados Unidos, que contou com a presença de 10 altos executivos brasileiros e 10 americanos.

Os empresários e a ministra, assim como o ministro da Indústria, Comércio e Desenvolvimento, Miguel Jorge, foram recebidos na Casa Branca pelo presidente americano, George W. Bush.

Ainda nesta segunda, a Comissão de Ética Pública da Presidência da República deu um prazo de dez dias para que a ministra envie informações relativas ao dossiê.

No próximo dia 7 de maio, a ministra deverá comparecer ao Senado, onde pretende falar sobre o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), mas acredita-se que a oposição aproveitará a ocasião para fazer perguntas relativas ao dossiê.

Leia mais sobre: dossiê

    Leia tudo sobre: dossiê

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG